Brasil

Grife catarinense cria programa que incentiva adolescentes a descobrir seu talento

Quem nunca sonhou com uma carreira profissional que envolvesse aquela atividade pela qual sente verdadeira paixão?

Para a estilista e empresária Liliane Borba, proprietária da badalada grife infanto-juvenil Fruto da Imaginação, perseguir esse sonho é a única forma de obter sucesso pleno na vida. Ela é tão fascinada por esse conceito que estará lançando em São Paulo, nesta segunda-feira, dia 20, o projeto Fruto do Talento. A ideia é ousada e inovadora: ajudar as adolescentes que vestem sua marca a descobrir seu talento e investir numa carreira que o desenvolva.

Utópico? Não se você conhecer a determinação de Liliane e sua equipe. Todas as peças de roupas que sairão da fábrica da empresa nesta estação terão uma etiqueta especial estimulando as adolescentes a participar do programa.

O catálogo da marca também segue o mesmo apelo. Todos os pontos de venda da marca, localizados principalmente na região centro-oeste, estarão distribuindo um mini-livro com orientações e histórias de pessoas famosas que seguiram a receita defendida pelo projeto. Outras ações, como uma página interativa na web, estão em construção e estarão disponíveis nas próximas semanas.

Liliane confessa que há anos vinha sonhando com algo do gênero. Mas teve a ideia de criar o projeto durante a leitura de um livro: O óbvio que ignoramos, do autor brasileiro radicado nos Estados Unidos, Jacob Pétry. “Nunca havia compreendido exatamente a razão do meu sucesso pessoal até me deparar com o pensamento que o autor desenvolveu ao longo do livro”, ela conta. “Vi que os princípios que eu havia seguido eram os mesmos seguidos por outras pessoas. A primeira coisa que me ocorreu foi repassar esse conhecimento para as meninas que vestem minha marca”.

A fórmula do sucesso

A filosofia do Fruto do Talento segue uma fórmula simples: primeiro, descubra seu talento; depois, dentro do campo do seu talento descubra sua paixão, e por último, encontre uma forma de transformar sua paixão em renda. No livro O óbvio que ignoramos, Pétry chama essa fórmula de Lei da Tripla Convergência. Segundo o autor, é sobre a atividade onde esses três fatores convergem que as pessoas de sucesso constroem suas carreiras.

Mas a proposta do projeto não fica apenas nesse nível inicial. Uma vez que a pessoa descobre a sua vocação, ela precisa estabelecer um propósito definido, romper a resistência inicial, e investir no aprimoramento de seu talento com conhecimento, técnica e anos de prática. Durante diferentes etapas, o Fruto do Talento pretende oferecer orientações claras sobre qual o caminho a seguir.

“Imagine que você tenha que ir a uma cidade pela primeira vez. Sua viagem será muito melhor sucedida se você estudar o mapa dessa cidade. É isso que nós pretendemos oferecer aos nossos adolescentes: um mapa para a vida profissional”, explica Liliane. “Se você tem um mapa, você pode traçar seu próprio caminho. Mas se seguir a esmo, dependerá quase que exclusivamente da sorte para chegar ao seu destino”, ela conclui.

TWITTER