No Dia do Meio Ambiente, CNI debate segurança hídrica e agenda ESG na indústria

Seminários, nos dias 7 e 8 de junho, discutem impactos das mudanças climáticas nos recursos hídricos e as contribuições da indústria para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável


O alcance da segurança hídrica para a indústria e a incorporação, pelas empresas, de critérios ESG (sigla, em inglês, para Ambiental, Social e Governança), serão debatidos, nos dias 7 e 8 de junho, em dois seminários promovidos pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os eventos celebram o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho com o objetivo de sensibilizar pessoas e promover a ação ambiental em todo o mundo, e contam com a presença de especialistas, estudiosos, autoridades e representantes do setor industrial.

Os seminários serão transmitidos pelo canal da CNI no YouTube. Para acompanhar, basta se inscrever gratuitamente (clique aqui para fazer a inscrição).

Na terça-feira (7), o seminário vai abordar questões estratégicas sobre temas que envolvem a agenda industrial e a segurança hídrica, como eventos críticos relacionados à água, financiamento de ações para a adaptação às mudanças climáticas e a Agenda Nacional de Águas. Na oportunidade, a CNI vai lançar o Estudo sobre a Cobrança pelo Direito de Uso de Recursos Hídricos, documento que aponta caminhos para o aprimoramento desse instrumento, que integra a Política Nacional de Recursos Hídricos.

A segurança hídrica é um tema de grande relevância para o setor industrial, especialmente num cenário de aumento da demanda e redução da oferta pelo recurso, associado às mudanças climáticas, que elevam os riscos relacionados ao desabastecimento e alagamentos em áreas urbanas, entre outros decorrentes de eventos críticos.


Responsabilidade e transparência na interação com o meio ambiente

Na quarta-feira (8), o seminário discutirá a agenda ESG para a indústria. Especialistas vão abordar como as organizações podem contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), o papel do mercado financeiro no fomento a negócios a partir da incorporação dos critérios ESG e a atuação de pequenas e médias empresas na construção de negócios conectados à agenda sustentável.

Os desafios relacionados à sustentabilidade têm exigido mais responsabilidade e transparência na forma como as empresas interagem com o meio ambiente, se relacionam com seus públicos e nas estratégias de gestão adotadas. Isso tem impactado diretamente as avaliações de riscos e decisões de investimentos do mercado financeiro, demandando um reposicionamento das lideranças empresariais.

Durante o evento, serão apresentados os resultados da Consulta ESG na Indústria Brasileira, produzida pela CNI.



CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA NA PÁGINA DE EVENTOS DA CNI.

TWITTER
MAIS LIDAS
RECOMENDADAS