Educação

Com aumento do desemprego, dicas simples podem ser decisivas para candidatos em busca de trabalho

Redação NoVitrine - Raabe Andrade

A taxa de desemprego atual do Brasil é uma das maiores da sua história. Hoje 13,1% dos brasileiros aptos a trabalhar, estão desempregados, isso é o equivalente a 14,1 milhão de pessoas sem trabalho. E acredite, a situação já esteve pior. Entre os meses de julho e setembro de 2020, no auge da primeira onda do coronavírus no Brasil, a taxa de desemprego chegou aos surpreendentes 14,6%. Na Região Norte esse percentual é de 13,1%


O reflexo direto disso é que a concorrência pelos postos de trabalho já existentes, aumenta. Se mais candidatos estão concorrendo a uma mesma vaga de emprego, o padrão de referência das empresas também aumenta e a disputa fica cada vez mais acirrada. Se antes já era importante a apresentação de um bom currículo e de capacitação profissional, nesse cenário, isso se torna ainda mais necessário.

Principais erros

Acontece que muitas vezes o candidato nem chega a ter seu currículo lido pelo recrutador, porque ele comete vários erros já no envio do email. Usar endereços de email pouco profissionais, não colocar assunto, identificação da vaga ou não fazer uma breve apresentação no corpo do email, são os erros mais comuns. Imagine que o recrutador receba 200 currículos para concorrer a uma vaga que esteja disponível. Se ele receber um email sem título, sem apresentação, com endereço duvidoso, ele vai pular imediatamente para o próximo candidato.

Por isso, antes de enviar o currículo para uma vaga de emprego, o psicólogo organizacional Antonio Ítalo Terto orienta: “O candidato deve conferir se o email está correto, se ele está enviando para o mesmo endereço que está no anúncio. No assunto do email, ele deve colocar a vaga para a qual ele quer se candidatar e no corpo do email fazer uma breve apresentação”.

Essa descrição costuma causar dúvidas, mas é bastante simples. Se trata de uma breve apresentação do candidato e dos seus objetivos profissionais relacionados àquela seleção. Ela deve ser personalizada para cada vaga que a pessoa se candidatar. “Se a pessoa escreve um email organizado, se ela colocou o assunto do email, descreveu o que ela está buscando, colocou o currículo, nossos olhos brilham! Porque nisso a pessoa já demonstrou que é organizada e que gosta de se planejar”, complementa o psicólogo Antonio Ítalo.

Resumão:

  • A primeira impressão é a que fica. Um email bem escrito e organizado pode ser decisivo para seu avanço no processo seletivo.
  • Erros como: endereço de email informal (Ex: [email protected]), não colocar identificação no assunto e não se apresentar no corpo do email, podem custar o seu desempenho na seleção.
  • Mudanças simples podem te deixar mais próximo da vaga de emprego.
TWITTER
MAIS LIDAS
RECOMENDADAS