Colunas Vitrine

Coluna Competências: Você se conhece?

Sobre o seu perfil: Você se conhece?


O seu perfil é nada mais do que o conjunto de características pessoais que você possui, mas a pergunta é você as conhece a ponto de descreve-las e ser reconhecido? O seu perfil deve ser um apanhado claro e sucinto de características que você possui e que poderão interessar à alguém, sim interessar! Como em uma pagina de relacionamentos, portanto, assim como em uma busca pelo relacionamento ideal, mostre todos os seus potenciais e diferenciais. Seja claro e realista acima de tudo.

O que colocar no perfil profissional?
Monte um texto bem escrito e estratégico, com suas principais qualidades e realizações profissionais que sejam realmente relevantes – afinal, são elas que diferenciam um currículo dos demais. Este é o momento em que você deve se destacar, por isso, inclua os seguintes pontos:
• Grau de conhecimento atual: graduação, pós-graduação, doutorados, entre outros;
• O que você sabe fazer: mencione suas qualidades em atividades específicas, como “prática em solucionar conflitos”, “capacidade em cumprir prazos”;
• Conquistas anteriores: destaque os benefícios que você trouxe para as empresas em que já trabalhou;
• Comportamento: como é o seu comportamento no ambiente de trabalho? Quais suas principais qualidades?
• Disponibilidade de horários, viagens e mudanças: esse é o tipo de informação que pode ser bem relevante para algumas vagas.
• É importante, ainda, levar em consideração o que o cargo exige do candidato. Assim, você pode dar mais destaque a esses itens na hora de montar seu perfil profissional.

O que não colocar no perfil profissional?
Na hora de montar seu perfil profissional, é importante tomar cuidado com algumas armadilhas. Para saber o que deve ser evitado e não cometer erros, anote as seguintes dicas:
• Evite clichês e seja criativo: termos muito generalizados e subjetivos, como “sou uma pessoa comunicativa” ou “sou bom no que faço”, podem passar a imagem de que você não é uma pessoa criativa e que não tem nenhum diferencial para mostrar;
• Não minta: informações falsas podem ser descobertas facilmente e prejudicar sua imagem profissional;
• Seja realista: muitas pessoas tendem a colocar no perfil muitas qualidades e itens positivos, o que pode gerar desconfiança do recrutador. Por isso, seja realista e limite a quantidade de adjetivos no seu texto.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário e compartilhe o artigo com seus amigos!
 
 


*Joana D`arc Queiroz Miranda
Psicologa/Palestrante - Especialista em gestão de pessoas por competências e coaching
CRP 23/918       E-mail: joannaribeiro.psi@hotmail.com


 

TWITTER
MAIS LIDAS
RECOMENDADAS